Cidade Super Destaques

O Empoderamento feminino foi foco de polêmica no Passando a Limpo desta sexta-feira (13)

A Psicóloga e Psicanalista dra. Adilene Oliveira foi convidada do Programa Passando a Limpo desta sexta-feira (13), dentro da série especial de entrevistas em comemoração ao mês das mulheres. Foto Barbara Dias

O Programa Passando a Limpo desta sexta-feira (13) recebeu mais uma convidada especial celebrando o mês das mulheres. Falando sobre empoderamento feminino, a psicóloga e psicanalista Adilene Oliveira foi entrevistada por Álvaro Vilaça e Wagner Oliveira. O programa abordou ainda a história da mulher e do feminismo no Brasil, que teve início em 1932 com o voto feminino. Dra. Adilene Campos é psicóloga e psicanalista há 35 anos, é casada com o advogado Wagner Oliveira e tem três filhos.

Durante a entrevista ela contou que a mulher está sempre em luta por reconhecimento de direitos. “Estamos em conquista, sabemos que no Brasil uma mulher é agredida a cada 4 minutos (física, psicológica, tecnológica), uma mulher é assassinada a cada 4 horas, sabemos que 36% dessas mulheres são agredidas pelos cônjuges”, relatou Adilene que lembrou a pouca representatividade das mulheres nos parlamentos, ressaltou a falta de creches, falta de delegacias especializadas, tratamento especializado de saúde, ressaltando que faltam muitas coisas para conquistar.

Sobre os numerosos casos de violência contra a mulher ela conta que o Brasil é o quinto país no mundo em índices divulgados em pesquisas, e atribui isso à criação machista, que muitas vezes as próprias mães passam para os filhos, lembrou que a muitos homens tratam as mulheres como objetos, e quando as mulheres ocupam lugar de destaque, eles acabam ficando fragilizados e isso os leva a agir muitas vezes com violência. A dra. Adilene salientou que a grande maioria dos homens acredita que tem direito sobre os corpos das mulheres.

Passando a Limpo -Dra. Adilene Oliveira

Questionada sobre a não aceitaçãodo homem quanto a mulher ganhar mais, ela lembra que a maioria das mulheres no Brasil comanda seus lares, ela está sempre em busca de um empoderamento, de ter voz, alerta que temos eu pensar hoje socialmente, “o machismo é igual ferrugem, ele destrói a relação. O homem precisa fazer uma reflexão sobre esse lugar da mulher”, disse.

Quando questionada sobre o feminismo, Dra. Adilene enfatizou que “ser feminista é ter uma posição social de luta pelos seus direitos”. Lembrou das mulheres em Nova York que trabalhavam 16horas e recebiam 4 Dólares por dia e foram queimadas vivas por lutarem por melhores condições de trabalho e enfatizou: “feminismo é uma condição de igualdade da mulher”.

A psicóloga relatou um dado alarmante quanto ao abuso sexual no Brasil, ela pontuou que a faixa etária que mais sofre esse tipo de violência possui entre 10 a 13 anos, ressaltou ainda que cerca de 70% dos abusos acontecem dentro de casa, onde deveria existir mais confiança, e alertou que essa criança ou essa adolescente que sofre o abuso fica marcada pra sempre, podendo vir a não ter mais confiança no outro. Lembrou que os abusos contra as mulheres acontecem também nos ônibus, no supermercado, na escola, e tudo isso marca a vida como um todo, reforçando que é necessário às mães terem atenção dentro de casa.

Quando questionada sobre o que pode ser mudado para melhorar as condições das mulheres na sociedade, dra. Adilene foi enfática “dar voz às mulheres, votando em mulheres para vereadoras, deputadas, prefeitas, a vida política possibilita à mulher o enfrentamento, grupos dos bairros, escolas, internet” e sobre os relacionamentos abusivos ela frisa que as mudanças acontecerão a partir do momento que for procurada ajuda, tanto para a mulher, quanto para o homem, ajuda nos consultórios, postos de saúde e reforçando: “uma forma de lutar contra o machismo é empoderar a mulher”.

Assista o programa na íntegra e confira o posicionamento do comentarista pela página do site SeteLagoas.com.br, ou ouça a reprise no domingo de 12h às 13h30 pela Rádio Eldorado AM 1300. O Programa Passando a Limpo vai ao ar ao vivo, toda sexta-feira a partir das 08h da manhã, com apresentação de Álvaro Vilaça e Wagner Oliveira.

Da Redação

Barbara Dias

Barbara Dias

Jornalista com especialização em publicidade e marketing, coordenadora do Portal Sete, editora chefe do Jornal Hoje Cidade e assina o programa Tarde Viva na Rádio Eldorado AM 1300

COMENTAR

Clique aqui para enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eldorado1300

AGENDA

junho 2022
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Barbara Dias

Barbara Dias

Jornalista com especialização em publicidade e marketing, coordenadora do Portal Sete, editora chefe do Jornal Hoje Cidade e assina o programa Tarde Viva na Rádio Eldorado AM 1300

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado