Cidade Super Destaques

Programa Minha Casa Minha Vida é debatido em audiência pública na Câmara de Sete Lagoas

Foto: Ascom CMSL

A audiência pública para fiscalizar o processo da última edição do programa Minha Casa Minha Vida foi realizada pela Câmara Municipal de Sete Lagoas nessa quinta-feira (27) por meio de requerimento do vereador Milton Martins (PSC), que presidiu a sessão e ratificou, em vários momentos, a importância do evento.

Inscritos e não contemplados e pessoas que chegaram a ser sorteadas mas de alguma forma não preencheram os requisitos exigidos pela Caixa Econômica Federal conseguiram esclarecer todas as dúvidas sobre o processo. As 500 casas do condomínio Lagoa Grande II, no bairro Cidade de Deus, estão prontas e começarão a receber os moradores a partir do mês de julho, de acordo com cronograma divulgado pela Prefeitura.

A atual secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Luciene Chaves, e o ex-gestor da pasta, Paulo França, prestaram os esclarecimentos. Milton Martins lamentou o fato de a Caixa não ter enviado um representante para colaborar com as questões, apesar de ter sido convidada.

Paulo esteve à frente do processo durante a última gestão e explicou que muitas pessoas, na ansiedade para se inscrever, não leem o edital e acabam cometendo erros. Ele reforçou que “muita gente achou que o fato de estar sorteado já deu a garantia da casa. E aí que começaram denúncias, muitas vazias. Das 500 casas que foram sorteadas mais o número excedente de cadastro de reserva as pessoas são chamadas e obrigadas a comprovarem o que foi dito no ato da inscrição. E muitas pessoas mentiram”, garantiu.

A secretária Luciene completou dizendo que a demora para a entrega das chaves acontece porque a sindicância para comprovar todas as informações cadastradas pelos interessados é lenta. “Há uma dificuldade pelas pessoas não terem transparência no processo”, corroborou a fala de França.

Dos vereadores, Marcelo Cooperseltta (MDB) falou da importância da audiência, mas entende que “poderia ter acontecido antes”. Rodrigo Braga (PV) questionou todo o processo que, na opinião dele, foi todo inverso. “Devia ter saído o edital, feito as inscrições, as pessoas levavam os documentos, aprovavam tantas mil pessoas, depois faça o sorteio. A questão foi essa”.

O déficit habitacional da cidade de aproximadamente 11 mil casas foi a explicação apresentada pelo presidente Cláudio Caramelo (PRB) para a divergência e problemas nas informações. “Não tem jeito, muita gente vai ficar de fora. Temos que pensar também se vai ter escola e atendimento médico. A estrutura da cidade vai aguentar? Essa preocupação a gente precisa ter. Se não, resolvemos um problema e depois vem outro”, alertou.

A maioria dos questionamentos foi sobre os critérios socioeconômicos estabelecidos para que os inscritos, depois de sorteados, fossem contemplados com o contrato. Mais uma vez a secretária explicou que “não é o município, o critério de avaliação é da Caixa Econômica Federal”. Várias pessoas tiveram todas as dúvidas sanadas.

Os vereadores Renato Gomes (PV) e Gislene Inocência também participaram e a parlamentar pediu que no próximo processo “possa haver essa divulgação mais explorada na comunicação da cidade”. Gislene lamentou o fato de muita gente não ser contemplada. “Sentimos profundamente porque muita gente precisa, mas, infelizmente, é o que a gente pode fazer”, ponderou sobre aqueles que não foram beneficiados nessa etapa do projeto.

No encerramento Paulo França, mais uma vez, disse que a audiência “foi muito válida, sim. Se tem muita gente aqui que, talvez, saiu e não foi contemplada pelo menos sai daqui com a certeza de que não houve maracutaia nem interferência de A, B, ou C”. Milton Martins completou dizendo que as pessoas “tiveram sua dignidade respeitada”, finalizou.

Com Ascom CMSL

Eldorado1300

AGENDA

maio 2022
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Redação Redação

Redação Redação

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado