Esporte

Sucesso de gestão: efeito Ronaldo no Cruzeiro é evidência de projeto, sinergia e calma

(Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

Pouco mais de oito meses atrás, o Cruzeiro se via sem perspectivas e se preparando para enfrentar a terceira Série B, sem grandes projetos e sem saber, na prática, como seria o funcionamento de uma SAF. Ronaldo chega ao clube como gestor e com ideias que, primeiramente, assustaram o torcedor celeste, uma vez que “calma”, palavra difícil para quem está nas arquibancadas, sempre foi a premissa do ex-atacante.

Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e vinte e três rodadas de Série B se passaram e os números já comprovam que este é, de longe, o melhor ano da Raposa na Segunda Divisão,  e que a gestão Ronaldo é um sucesso. Fato que a torcida sabe, apoia e está entregue. No entanto, Fenômeno admitiu recentemente, em um evento de investidores, em São Paulo, que se comunicar com a Nação Azul para que a execução do projeto fosse aplicada, não foi fácil.

“Eu tinha que convencer o Conselho e inclusive a torcida, que era um pouco manipulada nesse sentido, e esperava que chegasse um sheik árabe colocando dinheiro e pagando a dívida, injetando dinheiro sem projeto e sem processos, de modo que o Conselho pudesse se perpetuar”, começou.

“Eu tinha que saber como comunicar isso para o torcedor, pois tinha uma resistência do outro lado. Um medo natural se daria certo, se teria os investimentos adequados e se o investimento que eu comprometi era pouco ou muito. Criou-se muito essa dúvida. Mas hoje em dia a torcida não tem mais dúvida que somos um sucesso de gestão”,concluiu Fenômeno.

Uma das formas que Ronaldo encontrou para acessar os cruzeirenses foram as lives recorrentes em seu canal no Twitch. Ao vivo, diante de milhares de espectadores, o gestor explicou, anunciou e conversou com os torcedores sobre os próximos passos do projeto, que foram dando resultado dentro de campo.

O programa de sócios também ajudou. Quando chegou ao clube, Ronaldo afirmou que uma de suas metas era fazer com que os cruzeirenses estivessem nos estádios, e para isso, as categorias do “5 Estrelas” foram reformuladas. Com isso, o programa saltou de 10 mil para 62 mil cadastrados, e o Mineirão sempre cheio, com média de 30 mil pessoas por duelo.

Motivação

O trabalho, considerado árduo pelo próprio Ronaldo, tem uma motivação muito clara para ele. O gestor fala sobre retribuição ao clube que “abriu as portas do mundo” para ele, e sobre enxergar um “potencial maior do que a dívida”.

O déficit “encontrado” por Ronaldo supera R$1 bilhão, e para ter 90% de direitos e ações do Cruzeiro SAF, R$400 milhões serão desembolsados por ele ou por incremento de receitas, cotas de premiação e patrocínios. A boa notícia para o torcedor é que, mais de uma vez, ele se mostrou disposto.

“Tenho que fazer muito para chegar ao legado que deixei como jogador de futebol, mas estou cheio de tesão e vontade de fazer. Estamos remando para fazer um legado histórico para o Cruzeiro”, disse Ronaldo.

Hoje em Dia

Redação Redação

Redação Redação

COMENTAR

Clique aqui para enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eldorado1300

AGENDA

agosto 2022
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Redação Redação

Redação Redação

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado