Automóveis

Montadoras apostam em materiais ecológicos nos novos carros e pneus

Volvo C40 elétrico está em pré-venda no Brasil na versão mais completa com preço sugerido de R$ 419.950 Crédito:Volvo/Divulgação

Com a corrida pela eletrificação, uso de materiais “veganos” se torna mais presente na indústria automotiva em baterias e acabamentos internos

Usar fibras orgânicas em peças de acabamento e nos tecidos dos bancos não chega a ser uma novidade nos carros. Isso já ocorre (em maior volume) há mais de uma década, inclusive nos modelos nacionais. Mas, a eletrificação e a corrida pela neutralização do carbono têm feito as marcas de carros e mesmo os fabricantes de componentes, como pneus, intensificarem a criação de materiais “veganos”. Ou seja, de origem natural e renovável.

Mesmo modelos de segmentos mais luxuosos, como os elétricos Volvo XC40 e C40, já descartam o uso de couro animal e qualquer componente nocivo ao meio ambiente. Inclusive, o C40 é considerado o primeiro carro vegano da marca sueca. Além do conjunto de baterias, o SUV-cupê não possui couro ou madeira na sua composição. Exemplo disso é o tecido misto sintético chamado Mucrotech, que mistura polímero e fibra de seda no revestimento dos bancos, da alavanca do câmbio e do volante.

Volvo C40 elétrico
Volvo/Divulgação

É importante dizer que, até o momento, não existem automóveis 100% sustentáveis. Afinal, a maioria ainda utiliza materiais como lã, muito comum nos estofamentos da parte interna dos veículos. No entanto, as marcas estão buscando alternativas para oferecer produtos e serviços cada vez mais ecológicos e inovadores. Na Mercedes-Benz, por exemplo, o SUV elétrico EQC utiliza borrachas naturais e garrafas PET para revestir os bancos.

Mercedes-EQC-frente

Parte do luxo?

Movimento indispensável para o futuro da indústria, a utilização de materiais sustentáveis traz diversas soluções para o mercado. E até se torna um chamariz para os carros. Na BMW, modelos como o elétrico i3 já seguem nessa linha há um bom tempo. Mas, vale destacar o novo iX, que usa energia renovável em todos os seus processos, além de materiais reciclados na sua construção. O SUV parrudo, que estrou recentemente no Brasil, tem o interior composto por madeira certificada, couro tingido com extratos de folha de oliveira e outros materiais naturais.

“O projeto dos motores elétricos que equipam o iX permite que o uso de materiais não sustentáveis sejam evitados no sistema de acionamento. Além disso, a empresa obtém alumínio produzido com usinas de energia solar. Uma alta proporção de alumínio e plástico reciclável também contribui para a produção eficiente de recursos do BMW iX”, comentou Gleide Souza, Diretora de Relações Governamentais do BMW Group LATAM.

Embora seja um processo gradual, o fato é que, hoje, não é possível projetar modelos e novas estratégias sem um planejamento sustentável. E isso também acompanha as novas exigências como a Proconve L7 aqui no Brasil, que exige (desde janeiro deste ano) níveis mais baixos de gases do escapamento – como monóxido de carbono e aldeídos.

 

materiais ecológicos
Vagner Aquino/Jornal do Carro

“O BMW Group tem metas claras de sustentabilidade, dentro da nossa estratégia global, chamada de Neue Klasse (nova classe). Em números, tendo como referência o ano de 2019, queremos reduzir em 80% as emissões de CO2 na produção, em 50% no uso dos veículos por quilômetro rodado e em 20% na nossa cadeia de fornecedores”, finalizou Souza.

jornaldocarro.estadao.com.br

 

Eldorado1300

AGENDA

julho 2022
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Redação Redação

Redação Redação

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado