Cidade Super Destaques

Caged: Sete Lagoas fecha março com saldo positivo na abertura de empregos formais

Nos últimos 12 meses (abril de 2021 a março de 2022), o saldo segue positivo. Foram 30.237 contratações e 26.688 desligamentos, um saldo positivo de 3.549 empregos (variação de +6,36%) na cidade.

Segundo dados do Caged Nacional, divulgados na quinta-feira da semana passada, 28 de abril, Sete Lagoas teve saldo positivo na relação entre demissões e contratações em março de 2022, depois de dois meses de saldo negativo. Foram 2.475 demissões e 2.834 admissões, um saldo positivo de 359 vagas preenchidas. O primeiro trimestre do ano, no entanto, segue empatado, com 7.676 vagas criadas e perdidas, fruto dos saldos negativos de janeiro e fevereiro. Ou seja: março sozinho já cobriu as perdas dos dois meses anteriores.

Nos últimos 12 meses (abril de 2021 a março de 2022), o saldo segue positivo. Foram 30.237 contratações e 26.688 desligamentos, um saldo positivo de 3.549 empregos (variação de +6,36%) na cidade. Comparando Sete Lagoas com cidades mineiras com população semelhante, entre 200 mil e 300 mil habitantes, em março Divinópolis gerou 303 vagas líquidas, Governador Valadares gerou 194, Santa Luzia teve saldo positivo de 26 vagas e Ipatinga ficou com saldo negativo, com seis demissões a mais no mês.

Em 2021 Sete Lagoas foi o 9º município mineiro que mais gerou empregos. De janeiro a dezembro do ano passado, foram 30.310 admissões e 24.815 desligamentos, um saldo positivo de 5.495 vagas líquidas criadas (empregos com carteira assinada). À frente de Sete Lagoas ficaram apenas Belo Horizonte, Uberlândia, Contagem, Betim, Juiz de Fora, Ipatinga, Nova Lima e Uberaba. O município ficou na frente de cidades como Montes Claros, Divinópolis, Itabira, Patos de Minas, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Itaúna e Santa Luzia.

Minas
Minas Gerais registrou em março a segunda maior geração de empregos com carteira assinada no país. Segundo dado do Ministério do Trabalho e Previdência, o estado teve saldo positivo de 27.452 postos de trabalho no mês passado, ficando atrás apenas de São Paulo, que alcançou, no mesmo período, a criação de 34.010 postos de trabalho. No acumulado do ano, já houve a geração de 62.421 oportunidades com carteira assinada para os mineiros.

Brasil
O Brasil fechou o mês de março de 2022 com a criação de 136.189 empregos formais, segundo balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) apresentado nesta quinta-feira (28) pelo Ministério do Trabalho e Previdência. O número é menor do que os 153.431 empregos novos gerados em março do ano passado.

Cidade amiga do empreendedor
Sete Lagoas está ainda entre os 190 municípios mineiros que assinaram o Decreto de Liberdade Econômica no ano passado, formalizando intenções por meio de decreto municipal com as diretrizes do programa Minas Livre Para Crescer. Para o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico do Município, Alessandro Kelwis, isso se deve, em grande parte, aos empresários, comerciantes, à indústria e ao poder público municipal, que foi muito forte no período pandêmico e nessa crise econômica. “A Lei de Liberdade Econômica coloca Sete Lagoas entre as cidades mais modernas na abertura de empresas. Hoje se abre uma empresa aqui com um dia. Isso faz com que o índice de emprego cresça e se mantenha. Somos uma cidade eficaz na geração e empregos em Minas Gerais e no Brasil”, afirma. A expectativa é de ainda mais empregos gerados nos próximos meses, com a vinda de novas empresas para a cidade.

 

por Ascom Prefeitura

Eldorado1300

AGENDA

agosto 2022
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Redação Redação

Redação Redação

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado