Saúde Super Destaques

Covid-19: leitos deixam de ser exclusivos a partir de março em MG

A medida, chamada de ‘legado’, será adotada em todo o país

Os leitos destinados a pessoas com Covid-19 deixam de ser exclusivos para pacientes com a doença a partir de março. A informação é do secretário de estado de Saúde, Fábio Baccheretti, durante coletiva de imprensa nesta sexta-feira (25).

“A partir de 1º de março não existe mais leitos exclusivos de Covid no Brasil. Há uma migração agora que a gente chama de legado. No estado de Minas, serão 550 novos leitos adultos e 40 pediátricos que ficam como legado da pandemia. Então a gente sai de 2.072 leitos para mais de 2.620 leitos. Então, de uma hora para outra, a rede do SUS do estado aumenta em 26% o número de leitos de CTI”, destaca.

Minas Gerais já teve 2.850 leitos reservados para pacientes com Covid-19 e, no decorrer da pandemia, eles foram sendo desmobilizados devido à queda de casos da doença.

Com o legado, o estado pretende destinar os leitos para pacientes em tratamento de outras doenças. “Se a Covid continuar baixando, teremos mais leitos para doenças como infartos, infecções,” afirma.

Além disso, ele destacou que cidades mineiras que têm muitos habitantes e poucos leitos. Agora terão uma quantidade proporcional. “Nossa transição de leitos para uma rede única tá sendo conservadora,” concluiu.

Durante o pico da Ômicron, segundo Fábio Baccheretti, a ocupação de leitos em Minas não passou de 42%.

 

por Itatiaia.com.br

Eldorado1300

AGENDA

agosto 2022
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Redação Redação

Redação Redação

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado